É preciso entender a relação entre os processos neuronais, traços de personalidade e ambientes que favoreçam o creare (do latim fazer) e o krainen (do grego realizar).

Criar é coisa séria. Ter boas ideias não é o mesmo QUE criar. Para ser criativo é preciso seguir métodos, utilizar ferramentas e, principalmente, chegar A UM resultado final. Porque saber e não fazer, ainda é não saber (Lao Tsé).

Conforme a vida vai passando e vamos tendo contato com o mundo, PERDEMOS a nossa capacidade criativa. A proporção de “nãos” que ouvimos, AO LONGO DA VIDA, é muito maior DO que a de palavras estimuladoras. Independente DO quão você é criativo, É POSSIVEL despertar a curiosidade e o espírito crítico, entender seus medos e crenças e construir a ESTIMULAR A flexibilidade de pensamento, a originalidade das ideias e potenciar, simultaneamente, a comunicação e a expressão pessoal.

Deseje, desperte, prepare-se, realize, faça acontecer! Preencha o formulário abaixo e solicite informações sobre como desenvolver, ainda mais, a TUA criatividade!